Prof. Dr.  Jack Brandão
 
 
Gramática

Não perca os próximos vídeos,
inscreva-se em meu canal!
 
 

TABELA PRÁTICA DE PONTUAÇÃO

 

Prof. Dr. Jack Brandão

 

PONTO-FINAL

 

 

 

 

 

Utiliza-se no final da frase, quando se conclui o pensamento

 

  • Essa é a diferença fundamental entre ciência e fé. Na fé, o raro é atribuído a causas sobrenaturais. Na ciência, é um fenômeno natural de pouca frequência.                     

                                           (Folha S. Paulo,  19/7/2009)

  • Agora o cliente poderá apresentar os indícios da infração por meio de fotos, vídeos e até de testemunhas.

                                               (www.abrasel.com.br)

  • Isso só vem a corroborar que a linguagem publicitária leva o consumidor não só a convencer-se da importância de determinados produtos, como também tem o poder de transformá-los em verdadeiros mitos, como um novo είδωλου (ídolo) a que se deve prestar culto.

                                            (Jack Brandão)

 

Utiliza-se nas abreviaturas

 

(Obs.: no final da frase, não se repete mais  um ponto)

 

  • Dr., Sr., Ltda., cia., etc.

  • Buscam-se artigos de língua e antropologia, literatura e história, língua e geografia, literatura e sociologia etc.

 

 

 

 

 

Utiliza-se entre as centenas

nos números

 

(Obs.:  não se utiliza quando indicar anos. Normalmente, esse sinal de pontuação não aparece nas gramáticas, sendo grafados sem o ponto: 20 000)

 

 

  • 135.352, 589.589.965, 8.758.854

  • Nascido no dia 6 de junho de 1896, ainda durante o reinado da rainha Vitória, Allingham atribuía a longevidade "ao cigarro, ao uísque e às mulheres".                                                             

                                          (Folha S.Paulo,  19/7/2009)

  • Brasil (oficialmente República Federativa do Brasil) é uma república federativa formada pela união de 26 estados federados e pelo Distrito Federal. O país conta com 5 564 municípios, 189 612 814 habitantes, bem como uma área de 8 514 876,599 km², equivalente a 47% do território sul-americano.

                                                                          (IBGE)

 

 

VÍRGULA

 

 

 

Utiliza-se para separar aposto

 

  • Gregório de Matos, autor do movimento barroco, é considerado o primeiro grande poeta brasileiro.

  • Tiradentes, líder da Inconfidência Mineira, morreu enforcado.

  • Aristóteles, o grande filósofo, foi o criador da Lógica.

 

 

 

 

Utiliza-se para separar

o vocativo

 

  • Eu, Marília, não sou algum vaqueiro,
    Que viva de guardar alheio gado.

                                          (Tomás Antônio Gonzaga)

Dizei-me vós, Senhor Deus,

Se eu deliro... ou se é verdade

Tanto horror perante os céus?!...

                                            (Castro Alves)

  • Maria, sai da lata e vem pra mesa!

 

 

 

Utiliza-se para separar

 expressões explicativas

ou corretivas

 

  • Capitu era Capitu, isto é, uma criatura muito particular, mais mulher do que eu era homem.  

                                                 (Machado de Assis)

  • (...) como um vôo de borboleta, ou melhor, de falena, porque também ele se fizera noctâmbulo (...).

                                                (Guimarães Rosa)

 

 

Utiliza-se para separar nome de lugar antes de data

 

  • Embu-Guaçu, 1º de maio de 2007.

  • São Paulo, 23 de maio de 1932.

 

 

 

 

 

Utiliza-se para separar

elementos de uma enumeração

 

  • A versão testada é a topo de linha e há muitos itens de segurança, como freios ABS, airbags frontais, controle eletrônico de estabilidade, DVD player, rodas esportivas, entre outros.

  • Saiu Abraão peregrino de sua pátria, fez assento em Egito com toda sua família, e não se tinham passado dias depois que chegara, quando já era um dos mais ricos e poderosos do lugar: tinha muitos campos, muitos gados, muitos escravos, liberalidades tudo do rei e moradores daquela terra.

                                                                (Pe. Vieira)

 

 

 

 

Utiliza-se para separar adjunto

adverbial deslocado

 

(Obs.: não é necessário seu emprego em advérbios curtos)

 

  • No século XIX, a teoria da evolução de Darwin desbancou o homem do ápice da criação para reposicioná-lo como apenas mais um dos animais moldados pela seleção natural.

                                                           (Veja, julho/2009)

  • A inspiração basta!... Hoje vejo que é preciso...

                                                           (Lima Barreto)

  • As máquinas, no advento da modernidade, levavam o temor a alguns, enquanto outros se maravilhavam com elas; os futuristas tomavam-nas como mote de seu fazer artístico; no entanto, elas passaram a ser, numa época próxima a nossa, pesadelo para aqueles que, em virtude de seu desenvolvimento e da robótica, temiam por seus empregos.

(Jack Brandão)

 

Utiliza-se para separar

objeto direto ou indireto

antecipado e com pleonástico

 

  • Os sapatos, não há mais quem os conserte.

  • A mim,  ninguém me cala.

 

 

Utiliza-se para separar

predicativo do sujeito deslocado

nos verbos transitivos

ou intransitivos

 

  • Assustada, a menina belga recuou e admitiu a verdade.

  • Aquele lugar, abandonado, tem um ar sinistro.

 

 

 

 

Utliza-se para indicar

a elipse do verbo

 

  • Um era alto, outro, baixo. Um escondia, atrás de impressionantes pálpebras, olhos de um azul translúcido.

                                                            (Veja, 23/3/2005)

  • O colégio compareceu fardado; a diretoria, de casaca.

(R. Pompéia)

 

 

 

Utliza-se antes de oração

subordinada apositiva

 

  • Fez uma denúncia, que houve fraude.

  • O resultado dessa fórmula o Brasil inteiro sabe, a Folha de S. Paulo se tornou o jornal de maior circulação do país.

 (adaptado de: portalimprensa.uol.com.br)

 

 

 

 

 

 

 

Utliza-se antes de oração

subordinada adjetiva explicativa

 

 

 

 

 

 

  • Tinha uma cara macilenta de velha portuguesa devota, que já foi gorda, bochechas moles de pelancas rechupadas, que lhe pendiam dos cantos da boca como saquinhos vazios; fios negros no queixo, olhos castanhos, sempre chorosos engolidos pelas pálpebras.

                                                         (Aluísio Azevedo)

  • Os vizinhos, que não gostam dos meus hábitos reclusos e calados, deram curso à alcunha, que afinal pegou.

(Machado de Assis)

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se para separar oração

 subordinada adverbial

 

  • Quando fomos para a casa de Mata-cavalos, já ela estava assim decorada; vinha do decênio anterior.              

                                                        (Machado de Assis)

  • Conforme o seu velho hábito, Coleoni lia de manhã os jornais, com o vagar e a lentidão de homem pouco habituado à leitura, quando se lhe deparou o requerimento do seu compadre do arsenal.

                                                           (Lima Barreto)

  • A rua, por mais que José Dias andasse superlativamente devagar, parecia fugir-me debaixo dos pés (...).

                                                        (Machado de Assis)

 

 

 

 

Utiliza-se entre orações

 coordenadas assindéticas

 

  • Vim, vi, venci.

  • Criar, viver, humano ser:

         sonhar.

                                     (Jack Brandão)

  • Fui, cheguei aos Arcos, entrei na Rua de Mata-cavalos.

                                       (Machado de Assis)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se para separar

conjunção coordenativa

deslocada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Já se fizera a derrubada e o aceiro estava aberto; Quaresma, porém, não lhe quisera atear fogo.

                                             (Lima Barreto)

  • Um dia, porém, um dos familiares que serviam de endossantes da letra, falou da necessidade de entregar o preço ajustado (...).

                                            (Machado de Assis)

  • Ontem, porém, em reunião com ministros pela manhã, Lula disse que o governo deve continuar apoiando Sarney.

                                  (Folha de S. Paulo, 4/8/2009)

  • Houve um silêncio, no qual o desgraçado parecia arrancar de dentro uma frase que, no entanto, era a única idéia que o levava a dirigir-se à mulher.

 (Aluísio Azevedo)

  • É lamentável, portanto, que uma decisão judicial que simplesmente exige o respeito a garantias constitucionais inerentes a todo cidadão - intimidade, privacidade, honra e imagem - esteja sendo apresentada como forma de censura à imprensa.           

                                  (Folha de S. Paulo, 4/8/2009)

  • (...) Dona Estela, senhora pretensiosa e com fumaças de nobreza, já não podia suportar a residência no centro da cidade, como também sua menina, a Zulmirinha, crescia muito pálida e precisava de largueza para enrijar e tomar corpo.

                                                           (Aluísio Azevedo)

 

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se antes de conjunção

 (locução) coordenativa

 

 

 

 

(Obs.: antes de “e” é empregada quando o sujeito das duas orações forem diferentes)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se antes de conjunção

(locução) coordenativa

 

 

(Obs.: antes de “e” é empregada quando o sujeito das duas orações forem diferentes)

 

  • Quaresma respondeu com menos entusiasmo e jovialidade, mas contente com a alegria comunicativa do doutor.

                                                        (Lima Barreto)

  • A sua tradução estava quase no fim, estava bastante prático, pois com o tempo adquirira um vocabulário suficiente e a versão era feita mentalmente, (...) logo na primeira escrita.

                                                        (Lima Barreto)

  • Vi as grandes raivas do mouro, por causa de um lenço, — um simples lenço!— e aqui dou matéria à meditação dos psicólogos deste e de outros continentes, pois não me pude furtar à observação de que um lenço bastou a acender os ciúmes de Otelo e compor a mais sublime tragédia deste mundo.

                                                      (Machado de Assis)

  • Vendo-lhe o gesto, peguei-lhe na mão para animá-la, mas também eu precisava ser animado.

                                                      (Machado de Assis)

  • Moreira concluiu que o órgão antitruste deveria reavaliar o caso, pois a determinação de vender a Garoto poderia criar uma empresa com uma fatia de 44% no mercado de chocolates.

                                                      (Valor Econômico)

  • Fique então sabendo de que não é só a ela que você faz o obséquio, mas também ao marido (...).

                                                       (Aluísio Azevedo)

  • As pessoas não nascem boas ou ruins; é a sociedade, quer queira, quer não, que educa moralmente seus membros, embora a família, os meios de comunicação e o convívio com outras pessoas tenham influência marcante no comportamento da criança.

                                                        (Portal MEC)

  • Abriu-lhe logo uma conta corrente, e a quitandeira, quando precisava de dinheiro para qualquer coisa, dava um pulo até à venda e recebia-o das mãos do vendeiro, de “Seu João”, como ela dizia.

                                                      (Aluísio Azevedo)

  • Acovardado defronte destes raciocínios, contentou-se com uma simples separação de leitos, e os dois passaram a dormir em quartos separados.

                                                           (Aluísio Azevedo)

 

 

 

PONTO E VÍRGULA

 

 

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se para separar as

orações coordenadas

adversativas e conclusivas

com conjunção deslocada

 

  • Estela recebeu-o desta vez como da primeira, fingindo que não acordava; na ocasião, porém, em que ele se apoderava dela febrilmente, a leviana, sem se poder conter, soltou-lhe em cheio contra o rosto uma gargalhada que a custo sopeava.

                                                        (Aluísio Azevedo)

  • A ilha do Governador tinha sido ocupada e Majé tomado; os revoltosos, porém, tinham a vasta baia e a barra apertada, por onde saiam e entravam, sem temer o estorvo das fortalezas.

                                                          (Lima Barreto)

  • (...) um termo como τέχυη que muitos estudos demandou não só dos especialistas linguistas como também dentro do âmbito da filosofia; entretanto, ser-nos-á profícuo fazer uma pequena digressão para que possamos chegar a compreender o porquê da dificuldade no emprego desse termo.

                                        (Jack Brandão)

  •  Só se pode explicar tal injúria pela convicção sincera; entretanto, você que era tão cioso dos menores gestos, nunca revelou a menor sombra de desconfiança.

                                                      (Machado de Assis)

 

 

Utiliza-se para separar orações

que já tenham vírgulas

em seu interior

 

  • Eles sabiam, há muito tempo, de tudo o que passava nos bastidores do palco; mas, como já era de se esperar, nunca fizeram nada, pois não havia interesse nisso.

  • A mãe, uma senhora adoentada, vivia abandonada naquela casa, perto do morro; perdera, dessa forma, o gosto pela vida.

 

 

Utiliza-se para separar orações

coordenadas que formam

paralelismo ou contraste

 

  • Criança, foi uma garota desligada; moça, era inteligente, alegre e tímida; agora, mulher madura, tornou-se segura e confiante.

 

 

 

 

 

Utiliza-se no final de

enumerações

 

Art. 9º Serão registrados em registro público:

I - os nascimentos, casamentos e óbitos;

II - a emancipação por outorga dos pais ou por sentença do juiz;

III - a interdição por incapacidade absoluta ou relativa;

IV - a sentença declaratória de ausência e de morte presumida.

                                                              (Código Civil)

 

 

 

DOIS PONTOS

 

 

Utiliza-se antes de aposto e

antes de oração apositiva

 

  • Só tinha uma preocupação: aumentar os bens.

                                                        (Aluísio Azevedo)

  • Há, normalmente, uma norma nas escolas: a manutenção do respeito aos alunos.

 

 

 

 

 

Utiliza-se antes de citações

 

  • Como quisesse verificar o texto, consultei a minha Vulgata, e achei que era exato, mas tinha ainda um complemento: "Tu eras perfeito nos teus caminhos, desde o dia da tua criação”.

                                                (Machado de Assis)

  • Prima Justina exortava: "Prima Glória! Prima Glória!" José Dias desculpava-se: "Se soubesse, não teria falado, mas falei pela veneração, pela estima, pelo afeto, para cumprir um dever amargo, um dever amaríssimo...”

                                                 (Machado de Assis)

 

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se antes de explicação

ou esclarecimentos

 

  • Quaresma não se espantou, nem se aborreceu. Percebeu que era impossível obter a licença e também necessário mudar os seus estudos: da artilharia, tinha que passar para a infantaria.

                                               (Lima Barreto)

  • Nem por isso, o céu deixará de ser, para a maioria das pessoas, azul, nem a pérola um material orgânico duro e esférico, produzido pelas ostras: eles não perdem sua essência pelo fato de os poetas os renomearem dessa ou daquela forma: eis o fantástico mundo da poética ligado ao da imagética.

                                        (Jack Brandão)

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se depois de

a saber,

tais como,

por exemplo

 

  • Impressos promocionais de apelo visual diferenciado (elevado) tais como: relatórios mensais, anuais, folders, cartões sociais, cartões de visita, convites (...).

                                                (Propaganda Filiperson)

  • Inúmeros fatores podem aumentar a chance da mulher desenvolver o câncer de mama, tais como:

  •  Sexo o câncer de mama é sobretudo uma afecção do sexo feminino, embora os homens também possam ser acometidos (aproximadamente 1% dos casos);

  • Idade  maior incidência acima de 40 anos, sobretudo depois dos 50 anos (...).

  • Por exemplo: se eu dissesse, como em começo quis, n' "O Pé" uma modinha minha: "o teu pé é uma folha de trevo" – não ia com o violão. Querem ver?

                                                           (Lima Barreto)

 

 

Utiliza-se depois de exemplo,

nota, observação

 

  • Obs.: todas as páginas do site da JackBran Consultoria estão de acordo com a nova norma ortográfica!

 

 

Utiliza-se antes de

discurso direto

 

Logo que viu Quaresma entrar, o comandante exclamou radiante:

– O major adivinhou!

                                                           (Lima Barreto)

 

 

 

ASPAS

 

 

 

Utiliza-se para destacar palavras

estrangeiras, gírias, arcaísmos,

formas populares

(é possível a utilização de itálico)

 

  • Sendo um meio multisígnico, um emblema busca em sua hermenêutica muito mais do que a interpretação de sua alma, já que retoma sua vocação ao alegórico, ao filosófico, à particularização de uma “Weltanschauung”, além de prévios conhecimentos / conceitos teológicos, retóricos, pedagógicos, históricos e estéticos (...).

                                        (Jack Brandão)

  • Você poderia me dizer onde fica a “toilette”, pois tenho de arrumar minha “maquillage”.

 

 

 

 

Utiliza-se para destacar

palavras empregadas em

sentido irônico

 

 

  • – Mas, minha filha, dizia ela, até parece que não é você quem se vai casar! Que cara! Você parece aí uma "mosca-morta".

                                                           (Lima Barreto)

  • A primeira que se pôs a lavar foi a Leandra, por alcunha a “Machona”, portuguesa feroz, berradora, pulsos cabeludos e grossos, anca de animal do campo.

                                                        (Aluísio Azevedo)

 

 

Utiliza-se para se destacarem

títulos de obras (pode-se utilizar

o itálico) ou capítulos de

revistas

 

  • A obra “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, foi publicada em 1900 e é narrada em primeira pessoa.

  • BRANDÃO, Antônio Jackson de S. “Sistemas de representação na arte barroca”. In Revista Eutomia, UFPE, Recife, 2008.

 

 

Utiliza-se para destacar palavras

ou expressões nos enunciados

de regras

 

 

  • Atenção: não se esqueçam das regências do verbo assistir! No sentido de ver, presenciar é transitivo indireto e pede a preposição “a”; no sentido de ajudar, prestar assistência é transitivo direto.

  • Cuidado! O excesso de “quês” torna seu texto enfadonho!

 

 

 

PARÊNTESES

 

 

 

Utiliza-se para indicar a fonte de

uma transcrição

 

 

  • Protesto marca aprovação de lei antifumo na Assembléia Legislativa

                                                         (Época São Paulo)

  • Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.

 (Constituição da República Federativa do Brasil/1988)

 

 

Utiliza-se para indicar a que

estado pertence a cidade citada

anteriormente

 

 

  • São Paulo (SP) é a cidade mais rica do Brasil, a 19ª cidade mais rica do mundo e, segundo projeções, será a 13ª mais rica em 2020.

  • A maior parte do território de Quixadá (CE) faz parte das depressões sertanejas com maciços residuais.

 

 

 

 

 

Utiliza-se para esclarecer a sigla

de uma empresa, um órgão ou

qualquer outra entidade após

seu nome completo

 

 

  • Um grupo de cerca de 100 manifestantes ligados à Abresi (Associação Brasileira de Gastronomia, Hospedagem e Turismo) e ao Sindicato dos Comerciários do Estado de São Paulo (...).

                                             (Revista Época São Paulo)

  • Para João Zanetic, professor do Instituto de Física e presidente da Adusp (a Associação dos Professores da USP), a medida é autoritária e não poderia ser mais restritiva do que a própria lei do governo do Estado.

                                                     (Folha de S. Paulo)

 

 

 

 

Utiliza-se para indicar

equivalência entre unidades

(peso, moedas, medidas)

 

 

  • O fundador e presidente da Apple, Steve Jobs, anunciou nesta terça-feira o lançamento do novo modelo do iPod capaz de rodar vídeos. (...) O preço será de US$ 79 (R$ 170).

                                                         (Portal Terra)

  • Devem ser usadas com linhas de 6 lbs (2,7 kg) até 12 lbs (5,4 kg) e iscas de 4 g a 11 g (1/4 a 3/4 oz). Excelente para a pesca de peixes como tilápias, matrinxãs, tabaranas, robaletes, pequeno black bass e betaras.

                                                            (Nippo Brasil)

 

 

 

 

Utiliza-se para separar uma

intercalação  de uma explicação

ou comentário

 

  • A sua fama já chegava a São Cristóvão e em breve (ele o esperava) Botafogo convidá-lo-ia, pois os jor- nais já falavam no seu nome e discutiam o alcance de sua obra e da sua poética...

                                                          (Lima Barreto)

  • Posto que nascido na roça (donde vim com dois anos) e apesar dos costumes do tempo, eu não sabia montar, e tinha medo ao cavalo.

                                                     (Machado de Assis)

 

 

Utiliza-se para separar números e

letras numa relação de itens

 

(Obs.: deslocado para outras linhas, basta usar somente um parêntese)

 

 

A alma humana é espiritual e possui três capacidades ou potências:

a) a capacidade de entender (a inteligência);

b) a capacidade de querer (a vontade);

c) a capacidade de sentir (a sensibilidade).(...)                

                                        (Jack Brandão)

 

   

 

 

RETICÊNCIAS

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se para indicar

interrupção devido à  hesitação,

à surpresa, à emoção

 

  • – Uma mulher naquelas condições, dizia ele convicto, representa nada menos que o capital, e um capital em caso nenhum a gente despreza! Agora, você o que devia era nunca chegar-se para ela...

                                                        (Aluísio Azevedo)

  • – Mas é um erro... Não protegem as indústrias nacionais... Comigo não há disso: de tudoque há nacional, eu não uso estrangeiro. Visto-me com pano nacional, calço botas nacionais e assim por diante.

                                                        (Lima Barreto)

Vozes confusas repetiam o discurso do José Dias:

"Sempre juntos..."

"Em segredinhos..."

"Se eles pegam de namoro..."

                                                 (Machado de Assis)

 

 

 

 

Utiliza-se para indicar supressão

de palavras num trecho

transcrito

 

  • Na passagem do medievo para a modernidade, verificou-se, em uma das muitas alterações cognitivas por que o ser humano passou, o deslocamento de sua percepção sensorial que de auditiva e tátil converteu-se em visual. (...) Essa querela, porém, não foi exclusiva da Idade Média, pode-se encontrá-la na Grécia antiga.          

                                       (Jack Brandão)

Ó mar salgado, quanto do teu sal

São lágrimas de Portugal!

Por te cruzarmos, quantas mães choraram,

Quantos filhos em vão rezaram!

(...)

Valeu a pena? Tudo vale a pena

Se a alma não é pequena.

 (Fernando Pessoa)

Utiliza-se para realçar uma

palavra ou expressão que venha

a seguir

 

 

  •  – Que você prefere? Continuar de nosso lado ou... sumir?

 

TRAVESSÃO

 

 

 

 

 

 

 

Utiliza-se para indicar a

introdução de discurso direto

 

– Você não me ouve, Capitu.

– Eu? Ouço perfeitamente.

– O que é que eu dizia?

– Você...você falava de Sírius.

                                  (Machado de Assis)

(...) Endireitou-se, concertou o pince-nez, levantou o dedo indicador no ar e respondeu:

 – Senhor Azevedo, não seja leviano. Não queira levar ao ridículo aqueles que trabalham em silêncio, para a grandeza e a emancipação da Pátria.

 (Lima Barreto)

João Romão parou à entrada da oficina e gritou para um dos ferreiros:

– O Bruno! Não se esqueça do varal da lanterna do portão!

 (Aluísio Azevedo)

 

 

 

 

Utiliza-se para substituir

parênteses, vírgulas, dois-

pontos, facilitando a leitura de

um trecho muito longo

intercalado em outro

 

  •  O controle inflacionário meta prioritária do Governo será ainda mais rigoroso.

  • As restrições ao livre mercado especialmente o de produtos tecnologicamente avançados podem ser muito prejudiciais para a sociedade.

  • Além da Antiguidade Grécia, Roma, Egito –, merecem destaque na composição da obra de Ripa o material compilado durante a Idade Média as sentenças, as exempla –, bem como seus teóricos e poetas Santo Agostinho, São Tomás de Aquino, Dante, Petrarca –, e do material propiciado pela emblemática (...).

                                  (Jack Brandão)